Eduardo Pelizzari fala como é estar na reta final do “Dancing Brasil” | Rádio Paulista FM 87,5 MHz

Eduardo Pelizzari fala como é estar na reta final do “Dancing Brasil”

Curta e Siga Paulista FM
0
O ator Eduardo Pelizzari fala como é estar na reta final do reality show “Dancing Brasil”, apresentado por Xuxa na TV Record. Entre os homens, restou apenas ele e o humorista Rodrigo Capella.
“Ser um dos últimos homens a estar no programa é muito legal porque quando os homens começaram os treinamentos e os workshops, de alguma maneira todos estavam no mesmo nível porque nenhum tinha dançado ainda. Então o que faria o homem ficar mais tempo e menos tempo seria o desenvolvimento e a sintonia da parceira. Por sorte eu e o Capella tivemos uma sintonia muito forte com as nossas parceiras e estamos nos empenhando muito. Isso é muito legal!”, destaca Eduardo Pelizzari, que dança com Dani de Lova, que já foi bailarina no programa Domingão do Faustão.
“A dificuldade do homem é óbvia que é maior porque existe a condução. Sem a condução, a dança não acontece e para as mulheres isso se torna mais fácil pois o homem que está conduzindo já é um profissional, que está convencionado a conduzir. Estou muito feliz de ter chego até aqui, espero ir mais longe. Vamos que vamos!”, afirma o ator.
Não deseja mais receber nossos releases? Confirmar neste e-mail para exclusão, desculpa o incômodo. 
Fabiano de Abreu
Assessoria de imprensa, agenciamento artístico, rede social e consultoria
www.facebook.com.br/mfmodels – Confira alguns dos agenciados

Facebook direto www.facebook.com.br/fabianodeabreu / BLOG – fabianodeabreu.com
Registro AIB – Imprensa matrícula 133 / Registro ABI – C-001928 / Jornalista registro 35228/RJ

MF Public Relations – USA / MF Asesores de Prensa – Chile / MF Assessoria – Portugal

AVISO LEGAL:

O conteúdo desta mensagem (incluindo qualquer arquivo nela contido) é confidencial. (Artigo 56 da Lei 4.117 de 27 de agosto de 1962, aplicável aos crimes em telecomunicações, nos termos do artigo 215/I, da Lei 9.472, de 16 de Julho de 1997.

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *