Nasce no Aquário de São Paulo o primeiro coala brasileiro

O primeiro coala “brasileiro” nasceu no Aquário de São Paulo. O bebê coala é filho (ou filha) de um casal de coalas australianos que chegou no Aquário em 2016. Na Austrália, os coalas estão em risco de extinção.
A veterinária Laura Reisfeld explica que o nascimento do bebê é uma prova que o nosso trabalho com os coalas está dando certo. “Os coalas estão aqui no aquário há um ano e meio, só que antes deles chegarem , a gente estava há cinco anos se preparando para essa chegada”, diz.
“Foi muito estudo, foi muita preparação e normalmente, pelo que a gente covnersou com outros zoológicos, o tempo de reprodução demora muito mais, então demora alguns anos. E em um ano que eles estavam aqui, foi em agosto do ano passado que eles copularam, e a fêmea engravidou.”


Os funcionários do Aquário de São Paulo só viram o bebê coala uma vez. A mãe guarda o filhote dentro da bolsa. Ele deve ficar ainda mais um mês até ir para as costas da mãe.
Para a chegada do primeiro casal de coala no Aquário foram quatro anos de negociações com instituições australianas. Só em 2016 os dois primeiros coalas a viver em solo brasileiro, Princesa Julie e Rei Billy foram apresentados ao público. Eles vieram do zoológico Darling Downs, de Queensland, na Austrália. Eles já nasceram em cativeiro, assim como seus pais e avós
Eles chegam ao País com 4 anos de idade, no início da maturidade sexual. Havia uma expectativa de que a partir de 2017 eles se reproduzisem, o que só aconteceu este ano. A fêmea costuma ter um filhote por ano.
O recinto dos coalas tem eucaliptos frescos o tempo todo. E há um controle para que a temperatura nunca exceda os 30°C, para não deixá-los incomodados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *